05/09/2017

Resenha: Comportamento Altamente Ilógico

Título: Comportamento Altamente Ilógico
Autor(a): John Corey Whaley
Editora: Rocco
Páginas: 256
LIVRO CEDIDO EM PARCERIA COM A EDITORA
Um garoto de 16 anos tímido e retraído que sofre de agorafobia (transtorno de ansiedade que leva a pessoa a evitar locais que não considera seguros); uma menina ambiciosa e realista que sonha em entrar para a faculdade de psicologia. Determinada a provar que merece ser aceita no segundo melhor curso do país, Lisa se aproxima de Solomon para ajudá-lo a superar suas dificuldades, trazendo também seu encantador namorado, Clark, para próximo de sua “cobaia”. Logo, os três formam laços inesperados de amizade. À medida que se conhecem melhor, porém, os planos de Lisa começam a sair de controle, e cada um deles é obrigado a rever suas certezas e encarar seus medos. Será que Sol, Lisa e Clark conseguirão encontrar novos arranjos em suas vidas, servindo de apoio um ao outro na difícil tarefa de encarar a vida adulta que se aproxima?

Eu conheci esse livro muito tempo antes dele ser lançado aqui no Brasil, eu adoro o Goodreads, e sempre estou passeando procurando novas possíveis futuras leituras e esse foi um dos casos, quando li a sinopse do livro fiquei interessado, mas como não sabia quando/se seria lançado no Brasil apenas marquei como "quero ler", eis que a Rocco comprou os direitos e lançou o livro a aqui no Brasil e a Sil que é maravilhosa demais, solicitou o livro para que eu pudesse ler e resenhar aqui para vocês!! Obrigado Sil pelo amor XOXO

Lisa é determinada, ela não para um segundo, ela já tem todo o seu dia planejado para que não perca nem um minuto do seu precioso tempo, ela está mais do que decidida a se forçar e trabalhar o máximo possível para conseguir sair de sua cidade natal. Ela está decidida a entrar na Woodlawn a segunda melhor faculdade de psicologia de todo o país, e para isso ela precisava escrever uma redação sobre sua experiência pessoal com doenças mentais, e a sorte parece ter batido a sua porta pois ela encontrou o contado de Valerie Reed a mãe de um garoto que ela conheceu no ensino fundamental e que seria a pessoa perfeita para falar em sua redação, mas para isso ela teria primeiro de se aproximar de dele.
A vida as vezes simplesmente lhe entrega a limonada pronta, num copo geladinho com uma rodela de limão na borda. Para Lisa Praytor, uma aluna do penúltimo ano do ensino médio que só tirava A na Upland High, conhecer a mãe de Solomon Reed foi esse copo de limonada. E isso mudaria sua vida.

Solomon sofre de agorafobia (transtorno de ansiedade que leva a pessoa a evitar locais que não considera seguros) e desde que teve uma grave crise pânico no último ano do ensino fundamental, em que tirou toda a sua roupa e se jogou na fonte da escola, ele não sai mais de casa, já fazem três anos que Solomon não põe o pé para fora de casa e nem pretende, ele é completamente feliz da forma em que vive, mesmo sabendo que não é exatamente a vida que seus pais desejam para ele, as vezes ele até pensa em como seria sair, para que seus pais possam ter a vida deles de volta, mas logo ele desiste da ideia.
Solomon não precisava sair de casa para nada, afinal. Tinha comida. Tinha água. Podia ver as montanhas da janela do quarto, e seus pais estavam sempre tão ocupados que ele atuava, a maior parte do tempo, como o chefe da casa.

Lisa determinada que é consegue manter contato com Solomon com o intuito de escrever sua redação e se possível cura-lo, em troca de uma piscina que ele não faz a miníma ideia se irá usar Solomon permite que Lisa entre em sua vida, logo os dois vão se tornando amigo e estreitando os seus laços, até que Lisa apresenta Clark, seu namorado, a Solomon, os dois que adoram basicamente estreitam a amizade e Lisa logo se vê num impasse entre a sua carreira e a amizade de Solomon e o amor de Clark.
— Clark Robbins, a seu dispor..
— Rolou — disse ela.
— O quê?
— Solomon aceitou me receber. Vou lá na quarta-feira. 

Mas que livro encantador, ele é dividido entre o ponto de vista de Lisa e Solomon, mostrando assim o comportamento e características dos personagens e claro suas mudanças. O livro é bem fluído e gostoso de ler, e o autor soube trabalhar com delicadeza o tema delicado que o livro traz, além dos personagens serem bem construídos. Além do tema explicito o livro também te faz pensar sobre como é fácil se tornar invisível quando não há ninguém para se importar com você, ninguém para te fazer sentir necessário, e em como é nossa função não deixar isso com as pessoas ao nosso redor, pois elas podem estar passando por problemas que a nós nem imaginemos.

Comportamento Altamente Ilógico foi uma ótima leitura, principalmente por ter alcançado as minhas expectativas, além claro, pelo fato dela ter acrescentado um pouco mais sobre um tema que sabia pouco que é a agorafobia. Gosto da capa do livro, mas sinceramente ela não faz sentido nenhum para mim, a diagramação do livro é boa com destaque para as páginas de abertura de capítulo, não encontrei nenhum problema de revisão e a fonte tem um tamanho agradável a leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Obrigada por comentar no Estilhaçando Livros. Se você tiver um blog deixa seu link que vou retribuir a visita com o maior prazer.